... SIGUR RÓS

5.11.09

KIKA- Pedro Almodôvar 1993




A maquiadora Kika (Verónica Forqué) é casada com o fotógrafo Ramón (Alex Casanovas). Mas ela mantém um tórrido caso com o escritor norte-americano Nicholas (Peter Coyote). Nicholas é o padrasto de Ramón. Kika passa a ser ameaçada por Juana (Rossy de Palma), sua empregada lésbica, e Andrea Caracortada (Victoria Abril), ex-namorada de Ramón e apresentadora de um reality show.

Em 1993 Almodóvar já discutia sobre os polêmicos programas de televisão que invadem a privacidade das pessoas. Os figurinos, inclusive a "roupa-câmera" utilizada por Victoria Abril e o vestido ensangüentado com os seios postiços pulados para fora, são assinados pelo estilista francês Jean Paul Gaultier, autor da roupa polêmica de Madonna que também usava os seios da cantora para provocar.

Kika é o segundo longa de Almodóvar financiado por uma produtora da França, o primeiro foi De Salto Alto (1991). Contesta que seus filmes são bem populares em várias culturas, seus temas são universais.

A habilidade do cineasta Pedro Almodóvar em contar histórias é impressionante. Quase sempre usando uma narrativa não convencional, fugindo do linear, incorporando elementos bizarros e surreais, e personagens esquisitos e originais, transformando enredos relativamente simples (como esse) em filmes muito interessantes. No fundo, todas as películas do diretor madrileno tem uma crítica social fortíssima. Mas sua forma de reclamar é original, foge do lugar comum e busca na originalidade elementos de reflexão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário